Internacional

Escândalo: Refugiados na Alemanha estão usando os benefícios para passar férias nos países de origem

Alguns dos refugiados confirmaram essa informação a um jornal alemão, dizendo que viajariam "por um curto período de tempo" para seus países.

LinkedInTumblrRedditWhatsAppEmailGoogle GmailYahoo MailWordPress
O jornal britânico Daily Mail publicou uma grave denúncia envolvendo imigrantes que pediram asilo na Alemanha: uma investigação, feita pelo Die Welt am Sonntag, revelou que alguns destes estão utilizando o dinheiro dos benefícios para passar as férias em seus países de origem, incluindo Síria, Afeganistão e Iraque.

Publicidade

Alguns dos refugiados confirmaram essa informação a um jornal alemão, dizendo que viajariam “por um curto período de tempo” para seus países. Um porta-voz não identificado do Departamento de Emprego Federal confirmou tais casos.

As regras na Alemanha dizem que os requerentes de asilo que reivindicam benefícios sociais têm o direito de deixar o país durante 21 dias por ano. No entanto, eles não são obrigados a informar para onde estão viajando.

O Departamento, por sua vez, alega que “não há fundamento legal para exigir essa informação”, e que mesmo que se tome conhecimento de que um refugiado viaje de volta para o país que deixou, não é permitido passar a informação para outros departamentos “devido à privacidade de dados”.

Veja também:  A crise européia dos "refugiados" e a necessidade de uma direita forte e verdadeira

Armin Schuster (CDU), membro da comissão parlamentar para o Interior, disse que, caso isso seja verdade, isso lhe “deixa sem palavras”.

Este escândalo está sendo revelado justo em um momento que Angela Merkel recebe duras críticas devido à condução da política de refugiados na Alemanha.

Publicidade

Veja também

Donald Trump em campanha (Fonte: Divulgação)

Como Trump venceu – e como a mídia perdeu isso

(O texto abaixo é de autoria de Joel B. Pollak, editor-sênior do portal conservador de …