Bizarro

Loja de móveis compra briga com feministas e oferece doação se ganhar

O atrito começou quando feministas viram propagandas da loja com uma modelo simplesmente... bonita, isso bastou para que começassem as críticas.

LinkedInTumblrRedditWhatsAppEmailGoogle GmailYahoo MailWordPress
Uma jogada de marketing corajosa, que poucos hoje em dia teriam coragem de fazer, foi o que fez uma marca (que até então era pouco conhecida virtualmente), bombar em menos de um dia.

Publicidade

Após uma onda de críticas em sua página (por conta de poucas imagens – em comparação a tantas outras da loja – utilizando uma modelo), a loja de imóveis Alezzia decidiu tomar uma posição não muito comum até mesmo para gigantes do comércio: bater de frente com o politicamente correto.

Em sua página no Facebook, a página lançou um desafio bastante humanizado:

O desafio consiste em doar R$ 5 mil para a AACD caso as avaliações da página estejam acima de 4, caso contrário, se chegar a 1,1, uma feminista ganhará R$ 10 mil.
O desafio consiste em doar R$ 5 mil para a AACD caso as avaliações da página estejam acima de 4, caso contrário, se chegar a 1,1, uma feminista ganhará R$ 10 mil.

O desafio foi um sucesso! Em apenas um dia a página da empresa ganhou mais de 10 mil seguidores, 95% a mais do que tinha anteriormente.

Agora a loja promete que se até janeiro mantiver as avaliações acima de 4, ela fará uma doação de R$ 5 mil para a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente).

Confira algumas das postagens que fizeram “sucesso”:

Veja também:  Neymar ganhou, Marta perdeu. Onde está a "fanfic" feminista agora?

Publicidade

Veja também

(Fonte da imagem: Universidade de Yale)

É sério: universitários de Yale pedem para não estudar escritores brancos e homens

Estudantes de inglês da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, enviaram um pedido ao departamento …

  • Fizeram muito bem. Parabéns!!! Tem mais é que bater de frente, mesmo. Essa escumalha esquerdopata PC já encheu a paciência. Não é o caso agora, mas quando for comprar esses produtos para a casa, vou dar preferência a eles, só pela atitude. #TamoJuntoAlezzia

    • Diones Camargo

      E aí, Fábio Otero? Já conseguiu grana pra comprar seu produtinho “opressor”? http://www.revistaforum.com.br/2017/02/13/anonymous-ataca-novamente-e-hackeia-site-de-empresa-machista/

      • Pior que ainda não, filho. É mais por falta de tempo, mesmo, pois eu trabalho do lado oposto do planeta. Mas quando eu voltar ao Brasil, vou comprar umas coisinhas com elas. É que como eu não sou da “Nomenklatura”, não tenho uma ONG e nem uma “construtora amiga” do partideco para pagar minhas despesas, comprar sítio e/ou “triprequis”[sic] para meu uso etc. Vou te explicar (brevemente) como funciona, aqui na iniciativa privada: a gente trabalha duro, junta dinheiro, capitaliza, e – com o rendimento obtido – faz as despesas de forma responsável, quando possível. É assim. Se algum dia você tiver que trabalhar aqui no nosso meio, já chegará sabendo como funciona. Abrcs e fique com Deus!!!!